18.6.07

Buoni cane, male cane

tá, tá, tá... cane no singular, cani no plural.

Tenho dois dentro da cabeça: cachorro mau, cachorro bom. Um amigo - da onça - disse: "ótimo que sejam um bom e outro mau, mas os dois são cachorrões !". Beleeeeeza, então é essa a opinião dele sobre mim, não-tão-indiretamente expressa.

O fato é que resolvi batizar os meninos depois dessa. Buoni e Male, simples assim. Aí posso expressar o que me ocorreu com facilidade. Por exemplo, nesta mesma situação do amigo da onça, vejamos o que meus cães teriam a dizer: Buoni - ok, respeito sua opinião; Male - sua irmã não pensa assim.

Estranho ? Sem dúvida. Se é estranho pra você que está lendo, imagine pra mim, que tenho que fazer higiene mental com uma pazinha. Três vezes ao dia, senão o cheiro fica insuportável.

Mas sou apaixonado "per miei due cani". Eles é que têm bronca comigo: Buoni por ter sido deixado a pão e água tantas vezes, e Male por eu tê-lo ignorado ostensivamente por tanto tempo. Atualmente alimento ambos, em iguais proporções.

Durante muito tempo achei que o certo era alimentar só o Buoni, mas esse peste ficou gordo, lerdo e preguiçoso. Na primeira virada da maré, tomou uma sova memorável do Male. Eu mesmo não me suportava nessa época. O Male é ruim mesmo, folgado, irônico, mordaz, e peida fedendo pra cacete; mas não posso ficar sem ele. É tremendamente útil contra chatos e situações encalacradas.

Busco o equilíbrio, mas nas noites enluaradas busco uma Neosaldina.

Um comentário:

Duval disse...

Gosto muito dos dois: Buoni e Male. Sem dúvida Buoni é mais camarada e risonho, mas Male tem um sarcasmo irresistível (sorte minha que ele nunca peidou perto de mim).
Quango ao amigo - realmente da onça - concordo que a irmã não deve pensar como ele e, certamente, nem a mãe. Afinal de contas, apesar dele ter razão, amigo não é para essas coisas.